Como Pedir Um Crédito Pessoal?

Hoje em dia é cada vez mais fácil ver um crédito pessoal ser concedido em Portugal. A viragem do milénio trouxe grandes avanços que hoje nos permitem fazer um pedido de crédito pessoal não só presencialmente num qualquer balcão de um banco mas também sentados no conforto do nosso sofá via online. Um crédito pessoal pode ser solicitado para diversas finalidades, sejam elas a aquisição de um carro, aproveitar para tirar as férias de sonho, para investir num negócio, financiar estudos, investir em energias renováveis, pagar uma cirurgia, comprar um eletrodoméstico ou abater o pagamento de uma divida. Seja qual for o motivo, é hoje em dia mais fácil do que nunca pedir um crédito pessoal e vê-lo concedido.

Em termos muito básicos um crédito pessoal é um tipo de empréstimo que autoriza a solicitação de uma soma de dinheiro para ser reembolsada em prestações fixas dentro de um prazo determinado. Em regra geral um crédito pessoal tem como limite de valor a barreira dos 75 mil euros e o mínimo de 250€. Números sujeitos a variações de acordo com a entidade que o solicitador contactar. Importará ainda saber que um banco normalmente financiará até aos 75 mil euros e uma instituição financeira ficar-se-á pelos 50 mil euros.

No que concerne ao prazos limites do reembolso normalmente os prazos máximos ficam-se pelos 7 anos máximos, ou se preferir, 84 meses de pagamentos de retorno.

Também li isto: Top 12 Melhores Cartões de Crédito em Portugal

Registo no Banco de Portugal

Antes de qualquer passo e antes de pedir um crédito pessoal é necessário saber se o nome do requerente está limpo nos registos do Banco Portugal. O Mapa de Responsabilidades é um documento que comprova e assegura se o requerente do pedido tem dividas pendentes ou não. Obviamente este é um dos fatores que determinarão se o crédito pessoal será concedido ou não.

Qualquer cidadão pode ter acesso ao Mapa de Responsabilidades basta para isso aceder aqui, e ter na sua posse o seu número de identificação fiscal juntamente com a palavra chave que usa no acesso ao Portal nas Finanças, e poderá de seguida verificar se faz pate da lista negra dos credores.

Como Pedir um Crédito Pessoal

Antes de mais é preciso garantir que preenchermos todos os requisitos essenciais para que o crédito pessoal seja autorizado.

Os requisitos mais comuns: ter atingido a maioridade e ser residente em Portugal. Para ver um pedido de crédito pessoal garantido ser-lhe-ão pedidos os dados referentes ao Cartão de Cidadão. Caso não tenha a cidadania portuguesa deve ter na sua pose uma autorização de residência e o Número de Contribuinte. Ser-lhe-á também pedido um comprovativo de morada, vulgo fatura da água, luz ou gás. Um comprovativo de rendimentos que poderá ser um contrato de trabalho ou um recibo de vencimento, ou ainda, a ultima declaração de IRS. Ser-lhe-á ainda pedido o comprovativo de IBAN – International Bank Account Number.

Importa saber que o crédito pessoal pode ser pedido a uma de duas entidade: bancos ou instituições financeiras. Os primeiros são regulados pelo Banco de Portugal, e tendem em norma a ser mais criteriosos no que toca a solicitadores e mais rigorosos na concessão do crédito pessoal. Os segundos em contrapartida, embora também sejam reguladas pelo Banco de Portugal, são em regra mais permissivas e acomodam solicitadores com históricos de créditos mais complexos. Para ambos precisa o solicitador ter segurança de que vai conseguir pagar de volta o financiamento dentro do prazo estipulado.

Quanto Tempo Demora a ser Aprovado o Crédito Pessoal

Cada entidade tem os seus prazos de aprovação de crédito pessoal que após avaliação da sua documentação e perfil. Normalmente a análise tende a estar pronta entre 1 a 3 dias. Consequentemente, termos burocráticos levarão a que após análise e mediante as relações que o solicitador mantenha com a instituição financeira, dentro de uma semana esteja tudo acertado.

Reembolso

O crédito pessoal é restituído mensalmente através do pagamento de prestações, num valor fixo a ser pago no primeiro mês após a concessão do crédito pessoal e até à duração final do prazo estipulado entre as duas partes. Um crédito pessoal não necessita de garantias, tais como fiadores, como acontece num crédito de habitação.

Como Escolher o Melhor Crédito Pessoal?

Um solicitador que queira fazer um pedido de crédito pessoal deverá antes de mais ter em conta a TAEG – Taxa Anual Efetiva Global – e utilizar esta para verificar as várias ofertas de crédito pessoal. A TAEG tem em conta não só os valores totais do crédito pessoal mas também os juros a pagar, despesas do processo, comissões de valores de seguros. É também conveniente considerar o MTIC – Montante Total Imputado ao Consumidor. Este irá mostrar ao solicitador quanto vai no fundo pagar pelo financiamento.

Simular um Crédito Pessoal Online

A possibilidade de poder simular um pedido de crédito pessoal online fez com que o número de solicitações tivesse aumentado. É mais cómodo simular um crédito pessoal a partir de casa, já para não falar do fator privacidade. Ao simular um crédito pessoal por via online o utilizador passa a ter acesso à tabela de créditos da instituição financeira em questão, e aí pode comparar taxas de juro relativas ao período de pagamento do crédito pessoal que mais lhe convém. Se dúvidas existissem, saiba que as simulações de crédito pessoal online são inteiramente grátis. Existem inclusive algumas instituições financeiras que perimitem não só a simulação do crédito pessoal inteiramente grátis mas também a atual solicitação do crédito pessoal.

Taxas de um Crédito Pessoal

Existem três taxas que deverá ter em conta se estiver a pensar em fazer um crédito pessoal, são elas: TAEG, MTIC e TAN.

TAEG – Taxa Anual Efetiva Global – Calcula os juros, as comissões, despesas do processo, seguros inerentes e eventuais custos de operações. A TAEG é a principal taxa a ter em conta na hora de pedir um crédito pessoal

MTIC – Montante Total Imputado ao Consumidor – valor total a pagar pelo crédito pessoal, com tudo incluído.

TAN – Taxa Anual Nominal – relativa ao valor associado aos juros do crédito pessoal, descartando encargos ou impostos. Esta taxa é obrigatória em todos os contratos de crédito.

Deixe um comentário